Cartas ao Céu

Olho o céu e não te vejo

Sinto-te das mais belas formas

Escuto-te através do vento

Fujo daquilo que me afugenta

Nas temidas noites de sua ausência

Escrevo-te

Sem resposta

Acredito naquilo que sinto

Mas não me prendo a esse sentimento

O âmago dos pesadelos,

Atormenta a minha alma

E na sua ausência temida

Apenas fecho os olhos

Através de uma caneta antiga

Escrevo mais uma carta sem resposta.

Sobre a autora:

Cláudia Zambrana é escritora, advogada, estudante de psicologia, mãe de três e casada. Gosta de escrever sobre os mais diversos temas, sempre com uma história diferente e afetiva, é categórica em afirmar que nada acontece por acaso. Tem uma visão transparente e livre para falar o que pensa e o que sente.


Instagram: @claudiazambrana.l

 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

©2020, Literatura Errante®, por Instituto dos Artistas Errantes.