Na multidão

A vida é cara aos carteiros:

o sol menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos motoristas:

o sono menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos pedreiros:

o durável menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos cozinheiros:

o sabor menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos médicos:

o sangue menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos soldados:

a honra menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos atletas:

o suor menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos religiosos:

a fé menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos políticos:

o voto menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos militantes:

a luta menos, mas vida é cara.

A vida é cara aos parentes:

o amor menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos mestres:

o revés menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos estudantes:

o sonho menos, mas a vida é cara.

Se a vida é cara aos poetas?

O verso menos, mas a vida é rara.

16 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Certas canções

Certas canções... Que trazem harmonia pro ritmo desafinado do íntimo, desafinado pelos gritos do descompasso que as ansiedades presenteiam... Não apenas ouça, Escute música, Enriquece demais a trilha

 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

©2020, Literatura Errante®, por Instituto dos Artistas Errantes.