Na multidão

A vida é cara aos carteiros:

o sol menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos motoristas:

o sono menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos pedreiros:

o durável menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos cozinheiros:

o sabor menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos médicos:

o sangue menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos soldados:

a honra menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos atletas:

o suor menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos religiosos:

a fé menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos políticos:

o voto menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos militantes:

a luta menos, mas vida é cara.

A vida é cara aos parentes:

o amor menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos mestres:

o revés menos, mas a vida é cara.

A vida é cara aos estudantes:

o sonho menos, mas a vida é cara.

Se a vida é cara aos poetas?

O verso menos, mas a vida é rara.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Na Caverna

 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Tumblr

©2020, Literatura Errante®, por Instituto dos Artistas Errantes.