Abismos

Se cresce a distância entre nós dois,

Abismo abre-se em meu peito

Urge mais, a cada metro, a necessidade

Dos olhos cansados de procurar

A felicidade de um olhar,

Das carnes ansiosas por um encontro,

E o coração, mais carente a cada dia,

Sente o desejo de se acalentar


Desejos alimentam a imaginação,

Emoções inesperadas atacam o coração


Vão que se abre sob os meus pés,

O silêncio de não ouvir os teus olhos eloqüentes

Cede espaço para uma queda que não parece ter fim...

Ê, saudades que não acabam mais!


Pablo Gomes, janeiro de 2010

Pernambucano, ator e escritor. Escreve em versos desde a infância e entrou de cabeça no universo dos contos e romances em 2009. Escreve em diversos gêneros, desafiando-se regularmente. Tem trabalhos em obras realistas, de fantasia, ficção histórica entre outros. Idealizou o Literatura Errante, inicialmente um blog, e tem batalhado para fazer o Literatura Errante acontecer nos novos moldes.

Publica também em:

Wattpad: @PabloAGomes

Trema: Pablo Gomes

Redes Sociais:

Instagram: @pabloagomes

Skoob (usuário): PabloAGomes

Skoob (autor): Pablo Gomes

Posts recentes

Ver tudo

Decisões

E quando decidimos mergulhar a cabeça na areia pra ver tudo cor de rosa? Tantas desculpas pra não assumir seu roteiro, Desculpas que se pode até engolir sem farinha não faltam, que grande decisão! Dev

 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

©2020, Literatura Errante®, por Instituto dos Artistas Errantes.