Abra seus olhos

Atualizado: Out 29

Abra seus olhos... a coisa saiu do controle!

Não tente se esconder agora... você vai ter de encarar!

A vida te pediu todos os dias, todos os dias ela estava no controle.

Não tente se justificar, meu amigo... seja homem e encare.

Abra seus olhos e diga que vai vencer

E vencendo não volte a ser o que era antes

Não ore para Deus, se você estiver evitando não ver

Veja a sua vida... ela não é mais a mesma.

Abra seus olhos, abra seus olhos que se mantiveram fechados

Eles estavam fechados a tanto tempo

O tempo quer cobrar esta dívida... ele quer somente o que é dele

Abra seus olhos e tire do bolso o seu aprendizado

Não tem nada de aprendizado? Pois então, aprenda agora

Abra seus olhos cinzentos pela fumaça do dinheiro

O seu dinheiro não vai te salvar... nunca salvou!

Abra seus olhos egoístas e siga pelo controle...

O controle de tudo está na vida vivida com simplicidade

Você não conhece nada? Nunca vai aprender a sentir...

Eu queria te dar meu amor... você escolheu moedas.

Não tenha medo de gritar... grite. Grite. Grite.

Grite pelo nome que sempre estava do seu lado

E sempre foi deixado de lado como drogados são deixados

Eu não estou mais ao seu lado? Eu estou em sua frente.

Caminhe. Caminhe. Caminhe, mas nunca poderá me sentir...

Eu queria te ensinar a sentir a vida... o amor.

Abra seus olhos pequenos. Abra mais... abra.

Você não pode me sentir? Você nunca parou para me sentir.

No comando, eu tentei nunca te machucar...

Eu queria te ensinar como é viver a vida

Mas sua vida és sábia... nunca precisou de mim.

Você não sabe sentir? Você sempre achou que sabia sentir-me.

E agora? Abra seus olhos e faça reflexões...

Se você não aprender? Eu tentei... eu tentei. Eu tentei te...

Eu tentei te salvar... porque eu te amo.

Eu te amo. Você é uma vida que pulsa na escuridão...

Vocês estão na escuridão... abram seus olhos!

Tudo, tudo, tudo vai se aprendendo com o tempo.

O tempo quer cobrar este aprendizado...

Poucos realmente aprenderam com ele...

A vida vale mais que o leite derramado

Abra seus olhos, meu querido... abra seus olhos.

Quero seguir meu rumo... estou na sua frente.

Me sinta... me sinta em sua alma...

Eu sei que um dia sentirá... um dia o tempo mostrará.

Abra seus olhos e aprenda com o que está vendo

Quero seguir... tenho que seguir agora...

Meu nome? Você sabe quem sou...

Eu vivo... em você. Vida...

Sobre o autor:

Estudante de letras pela Universidade do Paraná (UNESPAR), Gabriel Vergopolan Mileski escreve desde pequeno. Tem participado de vários concursos literários e procurando dar visibilidade a seu trabalho literário, no meio desta vasta imensidão de palavras que formam textos de vários gêneros, com um esplendor magnífico.

8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Decisões

E quando decidimos mergulhar a cabeça na areia pra ver tudo cor de rosa? Tantas desculpas pra não assumir seu roteiro, Desculpas que se pode até engolir sem farinha não faltam, que grande decisão! Dev

 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

©2020, Literatura Errante®, por Instituto dos Artistas Errantes.