Aurora

Atualizado: 10 de Set de 2020

Pense nas aves

ou então não pense:


a gramática disso

não soma em nada.


Amanhã, vamos crendo,

será diferente:


as aves que pensem

na gente abestada,


ou nos dividendos

de cada vivente:


bicho e planta mais todo monturo:

o que quer o mundo?


O sujeito é imenso.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Na Caverna

 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Tumblr

©2020, Literatura Errante®, por Instituto dos Artistas Errantes.