top of page

Bem-me-quer / Mal-me-quer

Mal-me-quer

Aquele que acha

Que por que sou mulher

Só devo fazer

O que ele quiser.

Mal-me-quer

Aquele que rasga

A minha roupa

E não posso usar

O que me convier.

Mal-me-quer

Aquele que jogou

Minha maquiagem no lixo

E plantou olheiras

No meu rosto bonito

E na minha alegria deu um sumiço.

Mal-me-quer

Aquele que deixou hematomas

No meu corpo de mulher

E me fez pensar

Que eu não sou boa

Para trabalhar

E em casa presa

Devo ficar.

Mal-me-quer

Aquele que diz

Que o meu sexo

Não é bom

Para o satisfazer

E se regozija

Ao me ver

Sofrer.

Mal-me-quer

Aquele que mudou

O meu destino

Me maltratou

Me humilhou

Esqueceu-se

Do que é amor e carinho.

Mal-me-quer

Aquele que parecia diferente

Que entre caixas de bombom

E flores

Me enganou

Com falsos amores.

Mal-me-quer

Aquele que achou

Que era meu dono

E me deixou num completo

Abandono

Numa noite fria

A lágrima escorria

E foi ali que decidi

Tocar minha vida pra frente

Arrumei minhas coisas

E fui encarar algo diferente.

Mal-me-quer

Nunca mais vi

Lutei e consegui

Me fazer de novo sorrir

Sofrimento jamais

Amor próprio resgatei

E recuperei a paz

Não vale a pena desfalecer

E morrer sem ver

Que o bem-me-quer

Está dentro de você.

57 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo

3 Comments


Muito boa a poesia. De um assunto tão relevante para as mulheres. Vivemos num eterno bem-me-quer -mal-me- quer até aprendermos a amar nós mesmas. Parabéns Fabiane!

Like

Caminhos do coração? Algumas pinturas no rosto... até aquelas que sinalizam nossa disposição pra guerra, guerra da sobrevivência, podem revelar algumas cicatrizes no que levamos no coração... Pinturas que podemos rotular até de maquiagem da hipocrisia, que mal necessário! Essa bagagem que pode nos induzir a bobagem de portar as máscaras de como desejamos ser lembrados! Essa miragem que pode até esconder de nós mesmos quem realmente somos! Tira do nosso foco a diferença, muitas vezes enorme, a diferença de como queremos ser vistos e de quem realmente precisamos ser... Daí, penso, está o peso dessas marcas indeléveis nessas malas e viagens que carregamos dentro de nós... Como sentir um aroma de "lar" nesses caminhos secretos, nos caminhos do coração? Nós podemos, mesmo de cara limpa, não apenas pinta…

Like

Muito bom!!! Parabéns!! Se fazer acreditar sempre, parabéns!!!!!

Like
Post: Blog2 Post
bottom of page