• Alladin

Calma

Tu precisas mais de calma,

O tempo passa, e cura as feridas da alma,

Limpa as manchas do coração,

Alivia a pressão do pulmão,

Aí tudo fica massa.


As lágrimas caídas em tua cachoeira,

Não leve a sério, a tempestade é passageira,

O vento assopra, a vida é besteira,

A felicidade te aguarda...


O alimento planetário, não leve a sério,

Pois fim de tudo é mistério,

O rio que aqui se passa é estéreo,

O mundo é profundo, a gente que é aéreo,

A vida é uma estrada...


As rimas que descem teu corpo é fantasia,

Fere e assopra, e às vezes anestesia,

Tudo é poesia...


Esqueça de tudo, procure sua alegria,

O temporal vai passar, abra a alma pra primazia,

A primavera te espera...

Sobre o Autor:

Pernambucano, ator, produtor cultural e escritor, Luiz Alladin escreve versos desde a infância, influenciado pela família, mas entrou de cabeça mesmo na literatura quando largou a faculdade de ciências contábeis e começou a frequentar os saraus. Hoje ele se dedica em escrever seus textos e a produzir eventos culturais na região onde vive, no interior de Pernambuco, preservando espaços de cultura de resistência.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sobre

 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Tumblr

©2020, Literatura Errante®, por Instituto dos Artistas Errantes.