Coronaval


Será que o molejo da mulata fará falta?

Onde a alegria se esconde em meio a tanta dor?

Lembram-se de preencher a alma

E dos olhos inundarem-se de cor

O samba enredo executado com perfeição

Fazendo no mesmo ritmo tocarem os corações

Que fará falta o carnaval, afirmo de antemão

Mas não se enganem em ilusões

Para festejar, quando perdas inda tanta dor causam

A festa popular não está finda

Mas se cala pelos que sofrem



22 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo
 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Tumblr

©2020, Literatura Errante®, por Instituto dos Artistas Errantes.