"DEMOCRACIA", a piada brasileira

A Democracia só serve para o povo escolher livremente os seus Ditadores. Sem falar que quando se fala em Democracia, fala-se em Coletividade. Já que a palavra, de origem grega, significa "poder ao povo" e não "poder a alguns".

Porém, em Atenas, a Democracia fugia ao que realmente devia ser e uma minoria era quem detinha de privilégios e poder (os eupátridas). No Brasil, não há Democracia. Há uma disputa voltada para a maioria ganha e a minoria perde. E a maioria põe a minoria na lama, a maioria dá poder a governantes com "síndrome de Rei". A maioria põe ditadores, aproveitadores e exploradores no poder.

A sociedade brasileira se resume em uma mera briga entre direita e esquerda e enquanto esses dois lados disputam entre si, o país não sai do lugar. Penso eu que o grande objetivo é levar o país para a frente, o real sentido que ele deve seguir. Deveria ser. Porém, a política brasileira se divide e a população também, já que enquanto uns idolatram a direita, outros idolatram a esquerda e o país continua na mesma, sem mudança, sem direção, sem objetivo. Aqueles que entram deveriam realmente fazer a diferença em comparação aos que não fizeram anteriormente, porém a única mudança que acontece é a de um político mau caráter para outro mau caráter. Nada muda. Você retira um ladrão que roubou e põe outro ladrão para roubar.

Eis o nosso sistema democrático. As pessoas cobram tanto, mas na hora de darem um basta em toda essa palhaçada, não dão. Há aqueles que criticam tanto o sistema corrupto, mas também fazem parte dele. A venda de votos não teria eficácia se não houvesse compradores, a compra de votos não teria eficácia se não houvesse vendedores. Essa prática voltada pra uma troca, vem desde antigamente, no próprio Brasil, na República Velha, havia o Clientelismo e hoje em dia isso não mudou, ainda continua. Muitos conseguem mascarar e sustentar aparências, porém essa troca nunca deixou de acontecer.

Um político que compra o seu eleitor não é digno de chegar ao poder. Um eleitor que se vende para um político não é digno de ser chamado de cidadão. Muitos podem tentar justificar essa troca de favores e tentar minimizar a prática, porém não deixa de ser uma prática imoral e que geralmente só resulta em uma pessoa se dando bem e a outra continuando na mesma situação.

Pense que um pobre ao pegar R$ 100 com um político e em troca arranja votos para esse político, não vai deixar de ser pobre. Já o político, caso chegue ao poder, vai encher seu próprio bolso. Sem falar que o dinheiro que o pobre pega com um político, muitas das vezes, nem é do político. É dinheiro público, do povo, do próprio pobre. O político só vai estar devolvendo uma pequena parte para você, por exemplo R$ 100, mas vai sair ganhando mais do que R$ 100 em cima de você se ele chegar ao poder. É uma mentalidade voltada pra exploração. É o que chamamos popularmente de "passar a perna". A política brasileira é uma tremenda palhaçada e a democracia aqui é uma piada.

28 visualizações6 comentários

Posts recentes

Ver tudo