No mar das palavras

Lá fora faz sol

Mas dentro de mim

Chove, só chove

Abro a janela

Entra por ela

Um raio de luz

Que vai aquecendo

A escuridão dissipando

Dispo-me das vestes

Que me prendiam

Na cama, na inércia

Visto-me da poesia

Nela viajo

Com ela reajo

E se os olhos

Marejam

Vejo mar

Mar de palavras

Navego, navego.


Sobre a Autora:

Zenilda Ribeiro da Silva, natural de Coremas-PB, residente em Sousa-PB, Graduada em Letras pela UFPB, Mestre em Letras pela UFCG. Professora de Língua Portuguesa e Literatura da Educação Básica na Paraíba e escritora. Autora de três livros: Crônicas de quem ama ensinar e adora aprender e Poesia na Pandemia: poemas para inspirar, denunciar e motivar (Clube de Autores e Amazon) e Florescendo em prosa e versos (Editora Dialética) Vem fazendo da escrita literária uma atividade terapêutica nesse momento de Pandemia.

9 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Peço

Recessão