Ode aos nossos filhos

Dificuldade não há

Que supere a alegria desse olhar,

Tão sereno e luminoso.

E nada me é mais valioso

Do que o aconchego de seu abraçar.

E o que falar de seu sorriso?

Tão sincero e debochado,

Poderoso o bastante para exterminar qualquer desagrado.

É ao contemplá-lo que me revitalizo

E reencontro o propósito da batalha diária que travo.

E quanto ao bálsamo de sua voz?

Que acalenta o meu coração

E aquieta o meu ser?

Doce som que me enche de emoção

E dá sentido ao meu viver.

Amo-te imensuravelmente

E estarei ao seu lado em todos os momentos,

Pois foi a partir de ti que pude eliminar os meus lamentos.

Quantas tristezas deixaram de me dominar

Apenas por você estar lá.

Não espero que tenha a noção de sua importância em minha vida,

Mas saiba que és, minha querida,

A razão d’eu nunca esmorecer.

Vivo por ti, para ti e para te ver

Crescer, desabrochar e ser ainda mais feliz,

Pois ao contrário do que se diz,

O amor verdadeiro resume-se a ser parte de você.


Sobre a autora:

Brasileira, paulistana e formada em Letras - Tradução desde 2018, Karla Gama sempre amou escrever, porém, nunca teve coragem para expor os seus escritos por não julgá-los bons o suficiente. Até chegar o momento em que decidiu mudar de atitude e, principalmente, de pensamento: passou a acompanhar escritores experientes em busca de aprimoramento, e a publicar os seus escritos.

39 visualizações6 comentários

Posts recentes

Ver tudo

Certas canções

Certas canções... Que trazem harmonia pro ritmo desafinado do íntimo, desafinado pelos gritos do descompasso que as ansiedades presenteiam... Não apenas ouça, Escute música, Enriquece demais a trilha

 
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

©2020, Literatura Errante®, por Instituto dos Artistas Errantes.