top of page

Os coniventes


Auschwitz Birkenau. Foto de Karsten Winegeart (Unsplash)

São discretos, pois agem nas sombras

Para que só enxerguemos os monstros

Para que eles esteiem nas nefastas obras

Para que trabalhem sem deixar rastros


O Goebbels foi discreto, agiu nas sombras

Para que só enxergassem Hitler, o nazista

Para que forjasse a propaganda como obra

Para que ele manipulasse, exímio alienista


O Ciano, também foi discreto, agiu nas sombras

Para que só enxergassem Mussolini, o fascista

Para que ele desenvolvesse a diplomacia como obra

Para que ele fizesse negociatas, exímio aliancista


O Contreras, também foi discreto, agiu nas sombras

Para que só enxergassem Pinochet, ditador chileno

Para que ele liderasse o gabinete militar como obra

Para que mantivesse a “ordem”, exímio assassino


O Ustra, também foi discreto, agiu nas sombras

Para que só enxergassem Médice, ditador brasileiro

Para que ele liderasse o terrível DOI-CODI como obra

Para que perseguisse politicamente, exímio carniceiro


O Guedes, também é discreto, age nas sombras

Para que só enxerguemos Bolsonaro, o Bolsonarista

Para que ele planeje o desmonte do Brasil como obra

Para que venda as nossas riquezas, exímio entreguista


Percebamos os discretos, os que agem nas sombras

Para que enxerguemos, também, os que são coniventes

Para que estes não sejam esteios nas nefastas obras

Para que os monstros, se isolem, caindo impotentes.

 

Sobre o Autor:

Hugo Britto, nascido em Recife no dia 15/03/1985, tem formação em Engenharia, mas é apaixonado por Literatura. Começou a escrever por razões da militância socialista, e a atividade se tornou um Hobbie. Hoje escrevo mais poesias, folhetins, Contos e ensaios (Filosofia, Sociologia).


 

Revisão: Karla Gama

14 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2 Post
bottom of page